terça-feira, 6 de maio de 2008

Desafabus momentum (II)

Imaginem que passam os dias habitualmente atafulhados com aquilo que carinhosamente baptizaram de urgências urgentes. Imaginem que há cerca de um mês atrás despacharam algo que foi considerado na altura uma urgência muito urgente que obrigou inclusivamente a interromper a sequência normal das urgências somente urgentes. Imaginem agora que, passado um mês e tal, descobrem que essa urgência muito urgente afinal não era tão urgente assim, que vos volta a cair nas mãos porque é necessário voltar a mexer-lhe e fazer umas modificaçõezinhas antes que vá finalmente para a rua... Ora porque é que esta gente não vai toda @£§€&$#@#§ e €@§&%$§£@ e ainda @§&§€&$#??? É que faziam muito melhor figura!!!

E antes que me acusem ou perguntem... Não, não é nenhum ataque de mau feitio ou TPM mas, até mesmo as meninas das cartinhas merecem algum respeito (por muito pouco que seja), naquilo que fazem...

7 comentários:

Anónimo disse...

Atlantys Maria,

Para ti e com todo o meu carinho, apoio e consideração...

Á M E N!


eheheheheh

Beijinhos

Anónimo disse...

Ah, e adorei o nome da tua "etiqueta"!

Genial... como não podia deixar de ser!!!

Mais beijinhos

bemmequer disse...

Só tu... estou a imaginar-te a bufar por todos os lados e a escrever... ehehe..
É bom ouvir isso a distancia... por que será?
Força!! Tu és capaz:-)

Blue_@ngel disse...

Hum... Parece-me que por aí no teu trabalhinho as prioridades mudam da noite para o dia. EHEHEH
Olha, força nisso!!
Beijocas.

Atlantys disse...

Anónimo (ou nem por isso): You know me... ;-)***

bemmequer: Imaginas muito bem =D Sou capaz? Pois que remédio né? Money makes de world go round... ;-)***

Blue @ngel: Isso da noite para o dia é um espaço de tempo demasiado grande para o que se passa aqui dentro =P

Yashmeen disse...

Já passei noites sem dormir para acabar trabalhos que tive que alterar uma semana depois porque afinal até nem eram assim tão urgentes, mas o cliente pediu "para ontem"... odeio quando isso me acontece e na minha profissão é frequente.

Atlantys disse...

Yashmeen: Como te compreendo... Isso para mim só demonstra uma total falta de respeito pelo trabalho alheio >:|